Controle das pulgas

Controle das pulgas

Controle das pulgas: É raro encontrar um gato que ainda não tenha tido pulgas. E normalmente não é tão fácil acabar com elas. As pulgas se reproduzem com facilidade e em uma velocidade surpreendente e se a infestação não for combatida logo, o problema se agrava.

Confira dicas para eliminar esses parasitas, que além de serem incômodos, podem transmitir doenças.

Controle das pulgas em gatos

Para se combater pulgas em gatos, é importante entender como esses parasitas vivem e se reproduzem. Há pessoas que chegam a intoxicar seu animal ou a si próprio com inseticidas, e no fim as pulgas continuam vivas. O controle de parasitas periódico e fundamental para se ter um animal saudável.

Como a casa ficou infestada de pulgas e eu não senti nenhuma picada?

Existem espécies de pulgas que atacam humanos e outras que picam animais. A pulga de cães e gatos não vai atacar muito pessoas enquanto ela tiver à disposição uma fonte de alimento preferencial. Assim, quem sofre mais é o animal, ficando fácil observar seu gato se coçando muito, principalmente na região do abdome e em volta do ânus e cauda.

Grandes infestações de pulgas no ambiente fazem com que elas, na falta de alimento suficiente, passem a picar também as pessoas da casa.

Como acabar com essa praga? – Controle das pulgas

briga-de-gatos

Gatos que tem acesso ao exterior e contato com outros animais tem mais infestações.

Veja algumas dicas para combater pulgas e considere:

  • Dedetização, duas aplicações com intervalos de três a quatro semanas, ou uso semanal, no ambiente, de produtos anti-pulgas da linha veterinária (consulte seu veterinário), até acabar com a infestação.
  • No caso de optar por uma empresa que faça a dedetização, procure retirar o animal do local por 48 horas no mínimo.
  • Uso de produtos anti-pulga de longa duração em gotas para aplicar topicamente, spray ou por via oral (comprimidos). Estes produtos são muito eficientes e práticos, mas normalmente tem um custo elevado.

Dicas importantes – Controle das pulgas

  • Jamais aplique em seu animal produtos que são utilizados na casa, como inseticidas. Filhotes, fêmeas gestantes e gatos jamais devem ser banhados com produtos inseticidas.
  • Consulte seu veterinário antes de utilizar qualquer produto anti-pulgas.
  • Banhos anti-pulgas devem ser ministrados com o cuidado do animal não lamber o produto durante o banho. O mesmo vale para o uso de talcos. A ingestão de tais produtos pode causar intoxicação.
  • Animais com ferimentos abertos (feridas ou queimaduras) não devem ser tratados com produtos anti-pulgas tópicos (para passar, banhar ou aspergir).
  • Deve-se evitar o uso de carpete em casas onde há animais de estimação. Prefira Pisos “frios” e bem rejuntados, sem frestas, pois evitam a proliferação de pulgas.
  • Tapetes, cobertores e roupinhas de uso dos animais devem ser lavados com frequência.
  • Vale tosar os gatos com pelos muito longos nas épocas mais quentes, para se controlar melhor as pulgas e facilitar os banhos.
  • Sempre que seu animal tiver uma infestação de pulgas, você deve preferencialmente consultar o seu veterinário para que ele prescreva um vermífugo. As pulgas podem transmitir vermes e causar anemia, além de perturbar e até mudar, temporariamente, o comportamento do seu animal, que vai ficando mais irritado, impaciente e exausto de tanto se coçar. Alguns animais chegam até a se se ferir, podendo contrair doenças consequentemente.
  • Fique sempre atento a coceiras do seu animal. É uma maneira fácil de detectar a presença de pulgas!

    > você pode conferir a matéria sobre planos de saúde pet no blog da Lenise.

Comentários do Facebook

About pozzana