O Bigode do Gato

O Bigode do Gato: O que é conhecido popularmente como “bigode” do gato é um dos segredos dos felinos para perceber movimentos de animais e até para perceber fenômenos como terremotos e temporais, antes que nós sejamos capazes de notar.

O nome correto para esse “bigode” é vibrissa. Na verdade diversos mamíferos apresentam vibrissas, inclusive nós, nas fossas nasais. 

O Bigode do Gato (Vibrissas)

Vibrissas são prolongamentos de pelos queratinosos entre os mamíferos e plumas dos pássaros que transmitem vibrações aos órgãos sensoriais situados na base, popularmente chamados de “bigodes”. São encontrados em quase todos os mamíferos, tendo-se poucas exceções, como os golfinhos, por exemplo.

Vibrissas são um tipo de cabelo de mamífero que são tipicamente caracterizados, anatomicamente, pelo seu grande tamanho, folículo capilar grande e bem-inervado e por ter uma representação identificável no Córtex do cérebro.

• Interações dos gatos com humanos

Para os gatos, assim como para grande parte dos felinos, as vibrissas lhe permitem avaliar variações do ar em um ambiente próximo. Assim, durante à noite, essas diferentes variações, permitem ao gato detectar qualquer objeto que passe próximo dele.

Nunca corte as vibrissas do seu gato porque esse “bigode” é muito importante para ele, como veremos abaixo.

O Bigode do Gato: funções

As vibrissas dão ao gato, e aos demais felinos, enorme capacidade de prever os movimentos de animais ou objetos.

“Malandro é o gato que já nasce de bigode!”
– Provérbio popular :: mais em Provérbios de gatos

foto: Cattoo

Deixam os gatos muito sensíveis ao ar, permitindo-os sentir o tremular da terra, a chegada de uma tempestade ou acontecimentos que provocam variações ínfimas, mesmo que tais eventos não aconteçam definitivamente. Esta particularidade pode explicar por qual motivo o gato pode correr sem motivo aparente.

Além disso, o “bigode” ajuda na linguagem corporal, indicando como está o humor do gato. Por exemplo, quando um felino está tenso ou alerta, o bigode se posiciona arqueado para trás. Quando relaxa, ele volta para a posição normal.

As vibrissas tem raízes muito mais profundas do que um pelo ordinário  e está fixado em uma área rica em nervos e vasos sanguíneos.

• Sentidos dos gatos

Como o órgão de Jacobson (odor e gosto) e as patas almofadadas (tato), as vibrissas constituem o terceiro órgão de importância para os felinos (tátil) e a quarta é a visão. Portanto, o gato não precisa de sua língua ou de seus olhos para caçar, pois as vibrissas lhe aportam todas as informações sobre o ar, hormônios, a orientação e força do vento, a pressão do ar.

As vibrissas lhes informam sobre a proximidade de presas ou de outros animais.

Abaixo um vídeo em inglês, sem legendas, mas com belíssimas imagens!

fonte: Wikipedia.org

Comentários do Facebook