Os gatos na arte/ Charles Wysocki

Os gatos na arte

Antigas pinturas com gatos [1627 – 1896]

Os gatos na arte: Os gatos sempre foram fonte de inspiração. Nas artes plásticas, na literatura, cinema ou na música, os artistas sempre cultuaram a beleza e a elegância felina.

Lindos e dorminhocos, parecem estar constantemente fazendo pose para o artista. Confira algumas das mais belas pinturas antigas já feitas com gatos.

Os gatos na arte

Os gatos na arte: Criança sorridente com gato

1629, “Criança sorridente com gato”, de Judith Leyster.

A representação cultural de gatos e sua relação com os seres humanos é tão antiga quanto a civilização e remonta a mais de 9.500 anos.

Nos tempos antigos os gatos eram muito populares e, como não podia ser diferente, foram intensamente representados na arte egípcia.

 

Picasso e seu gato. Os gatos na arte

Picasso e seu gato: fonte de inspiração

Amados em todo o mundo, os gatos foram retratados nas mais variadas culturas.

Hoje é possível encontrar museus especializados somente em arte com gatos.  

Muitos dos mais talentosos artistas tinham gatos. Mais que isso – amavam-os e gostavam de pintá-los, para nosso deleite. 

• Arte moderna com gatos

 Os gatos na literatura

Os gatos na arte: obras consagradas

Os gatos na arte: Jan Steen

Pintura do século XVII do pintor Jan Steen, “A aula de dança do gato”.

Que maldade. O gato virou marionete na tela de Jan Steen.

Os gatos na arte: Gravura de Hiroshige

Gravura de Hiroshige em madeira datada de 1858, “Gato em uma janela”

Parte da série Cem vistas de Edo, esta gravura colorida em madeira é do artista japonês Hiroshige Utagawa, um grande mestre desta técnica. Gatos da raça Bobtail eram usados pelos japoneses para trazer boa sorte, aliás, permanecem até hoje símbolo de boa sorte.

Pintura de 1867, de Pierre-Auguste Renoir

Pintura de 1867, de Pierre-Auguste Renoir

Renoir, considerado um dos maiores pintores da história, devia gostar muito de gatos pois o animal está bastante presente em suas obras.

 

os gatos na arte: Toko

Pintura do século XIX do artista japonês Toko mostra um gato curioso com um pequeno animal.

 

Gravura datada de 1896, de Félix Vallotton, La Paresse (Preguiça), xilogravura

La Paresse (Preguiça), xilogravura

Gravura datada de 1896, de Félix Vallotton, La Paresse (Preguiça), xilogravura

Pintura de Paul Gauguin (1896) que o artista chamou de Eiaha Ohipa que significa "não fazer nada", na língua do Taiti.

Eiaha Ohipa, Paul Gauguin

veja também: Arte moderna com os gatos [1903 – 2010]

Comentários do Facebook

About pozzana

2 thoughts on “Os gatos na arte

Comments are closed.