Os gatos na mitologia

Os gatos na mitologia: No antigo Egito, os gatos eram animais sagrados, com a deusa Bastet muitas vezes representada na forma de gato, às vezes assumindo o aspecto bélico como de uma leoa.

Os gatos na mitologia

Os romanos são muitas vezes creditados por terem introduzido o gato doméstico do Egito para a Europa; uma gravura do século I ou II de uma moça que segura um gato é uma das duas primeiras representações do gato domesticado romano, no entanto, os gatos foram, possivelmente, já mantidos na Europa antes ao Império romano, como eles podem ter sido presentes na Grã-Bretanha no final da Idade do Ferro. (mais em História do Gato Doméstico).

Os gatos foram se espalhando por grande parte do resto do mundo durante a época dos descobrimentos, pois eram muito úteis a bordo em navios para controlar  roedores e carismáticos como mascotes.

Mitologia

Deusa Freya, por Johannes Gehrts, 1901

Figuras mitológicas são proeminentes na maioria das religiões e a maior parte das mitologias estão atadas a pelo menos uma religião. Alguns usam a palavra mito e mitologia para desacreditar as histórias de uma ou mais religiões.

Várias antigas religiões viam os gatos como almas elevadas, companheiros ou guias perfeitos para os seres humanos, muito sábios, mas mudos, assim os felinos não podiam influenciar as decisões tomadas por seres humanos. No Japão, o gato Maneki Neko até hoje é um símbolo de boa sorte. 

Apesar de nenhum gato ser cultuado como sagrado no Islã, esses felinos eram reverenciados pelos muçulmanos. 

 • Os gatos na cultura e mitologia

Freia, a deusa do amor, da beleza e da fertilidade na mitologia nórdica, era retratada andando de carruagem puxada por linces. Os felinos são sagrados para Freia, assim como os corvos e os lobos para Odin.

Os hebreus acreditavam que o gato teria sido criado por Deus dentro da Arca, quando Noé, preocupado com a proliferação dos ratos que se procriaram excessivamente na embarcação, implorou à Deus para que Ele providenciasse uma solução. Deus então fez com que o leão da Arca espirrasse, e do espirro desse felino, teriam surgido os gatos domésticos.

As sete vidas dos gatos

De acordo com um mito em muitas culturas, os gatos têm várias vidas. Normalmente, sete vidas, mas em muitos países, acreditam até que eles tem nove vidas. Outro mito é o de que o gatos sempre cai em pé, embora os felinos tenham uma incrível capacidade de cair em pé e amortecer a queda, é claro que eles ainda podem ser feridos ou mortos por uma queda elevada.

Os gatos na mitologia. by O Palsson

Má sorte?

Infelizmente algumas culturas têm superstições negativas sobre gatos. Um exemplo seria a crença de que um gato preto “que cruza seu trajeto” leva a má sorte, ou que os gatos são usados para aumentar os poderes e habilidades de uma bruxa.

Hoje sabemos que os gatos só trazem boa sorte. Uma companhia maravilhosa que ainda traz benefícios para quem sabe apreciar sua beleza. Leia mais em Gatos fazem bem para nossa saúde.

 

Comentários do Facebook