A hora da chegada do bebê

A hora da chegada do bebê: Infelizmente muitos pais resolvem doar seu(s) gato(s) por ocasião da chegada do bebê. 

Se o animal não é violento e você mantém a higiene dele, não há motivos para de desfazer do felino, a não ser que o pediatra, o médico ou veterinário diga que você deve fazê-lo.

A hora da chegada do bebê

A desinformação faz com que muitas mães ao ficarem grávidas resolvam se desfazer dos seus gatos para não prejudicar o bebê. Veja um caso clássico: Solange Couto doa gatos por causa do filho.

Na verdade, se você pretende ter um bebê, considere adotar um gato. Estudos apontam que gatos ajudam a prevenir alergias em crianças, melhorando a imunidade. (mais em Quem tem gato vive mais)

Selecionamos quatro vídeos para provar que o convívio entre o neném e os felinos é saudável para ambas as partes. confira abaixo:

Vídeo #1: Gato cuidando do bebê

Vídeo #2: Gato cuidando de bebês

Essas pessoas que se desfazem dos seus gatos nesse momento, acham que o animal pode ter uma reação agressiva com o bebê ou que os pelos do gato possam fazer um mal terrível para o neném. Como vocês podem ver no vídeo, o convívio é totalmente viável e salutar.

O convívio é normal e não prejudica em nada, pelo contrário, crescem crianças mais saudáveis e sociáveis.

É comum que nós humanos, equivocadamente, pensemos que os gatos podem ter uma reação agressiva com o bebê. Na verdade, basta acompanhar o primeiro encontro para prever como será a relação entre esses dois seres.

De qualquer forma, por mais calmo que seja o seu gato, essa aproximação e contato com o bebê devem sempre ser supervisionados, para que tudo ocorra da forma mais segura e saudável possível. É bom que sejam feitos preparativos de maneira gradual, antes da chegada do bebê na casa.

Vídeo #3: Amor do gato com o bebê

Vídeo #4: O bebê que ama seu gato

Falem com um pediatra!

Veja também: Gato conhece o bebê da família

Comentários do Facebook