Angorá Turco é afetuoso, alegre e gosta de mimos.

Angorá turco

Imagine uma raça de gatos de beleza incomparável. Pois o Angorá Turco é tudo isso e muito mais.

A raça é cercada de muitos mitos e controvérsias. Um exemplo: animais classificados como Angorá Turco na América do Norte não são assim reconhecidos na Inglaterra.

Angorá turco: características

Angorá Turco

É um animal formidável com um pelo comprido e sedoso e de temperamento dócil, brincalhão, esbelto e inteligente. Acredita-se que é uma das raças mais antigas sobreviventes.

O Angorá Turco é afetuoso, alegre e gosta de mimos. Afeiçoado ao seu dono, são atléticos e brincalhões, se divertem correndo, brincando com objetos e trepando em árvores. Seu corpo elegante é esguio e flexível, de pescoço fino e patas pequenas e delicadas.

Estes gatos possuem pelagem longa, com pêlo fino e sedoso. Precisam de alguns cuidados, como a escovação. Têm a cabeça comprida com orelhas grandes e pontudas e focinho fino.

A única cor desta raça reconhecida oficialmente é a branca, embora existam outras cores como o lilás e canela.

História do Angorá Turco

Angorá Turco: beleza de sobra

Foi um dos primeiros gatos de pelo longo a “desembarcar” em solo Europeu.

É possível que o Angorá tenha surgido na França e Inglaterra no século XVI, oferecido por sultões turcos aos nobres de ambos os países.

Após um período difícil no século XIX, em que a raça chegou a estar em perigo de desaparecer, o jardim zoológico de Ancara interviu e salvou o Angorá do desaparecimento.

Alguns especialistas acreditam que o Angorá descende da raça Persa.

Os Angorás estavam entre as primeiras raças introduzidas na Europa no séc. XVI.

Foram importados da cidade turca de Angorá, atualmente chamada de Ancara.

Angorá Turco: considerações finais 

Os criadores estão desfrutando o ressurgimento desta raça que se pensou estar extinta. Muitas pessoas usaram o termo Angorá para descrever qualquer gato de pelo longo. Porém, o único gato de pedigree que leva o nome “Angorá” é o Angorá Turco.

É uma raça pura, provavelmente originária do gato de Manul domesticado pelos tártaros. Eles migraram eventualmente para a Turquia, onde são adorados como um dos tesouros nacionais.

Leitura complementar: • The Real Turkish Angora (em inglês).

Comentários do Facebook