Balinês

O balinês é uma raça de gato doméstico derivada do siamês, obtida por meio de cruzamentos com gatos de pelos longos, resultando em um animal com características dos siameses, mas com abundantes e sedosos pelos longos.

Balinês

Um Siamês de pelo longo. É assim que o Balinês é conhecido. De vistosa elegância e corpo esbelto, não é tão brincalhão como os siameses, porém é muito afetuoso.

Balinês: características

O que não falta a este gato é energia e vontade de brincar. Pula, escala postes e se diverte com brinquedinhos.

Esta raça tem os olhos amendoados cor azul-safira e a cauda longa e esguia. De fato se assemelha ao siamês, mas tem pelo longo e sedoso. A única diferença com relação à pelagem está no comprimento. Ela é mais longa, fina e sedosa, ligeiramente ondulada nas partes onde é mais comprida.

É ótimo companheiro por ser alegre e brincalhão. Sua voz é suave e mia menos do que os Siameses. É muito sociável, tem facilidade em se adaptar num ambiente onde tenha outros animais.

Cabeça: tamanho médio, proporcional ao corpo. Equilibrado, é em forma de cunha com linhas retas.  Não deve haver nenhum depressão na altura dos bigodes. O crânio é ligeiramente convexo de perfil. Focinho estreito. Queixo e mandíbula de tamanho médio. A ponta do queixo forma uma linha vertical, com a ponta do nariz.

Orelhas: grandes e pontiagudas, grossas na base.

Olhos: de tamanho médio, nem salientes nem afundados. Em forma de amêndoa e ligeiramente inclinado em direção ao nariz. A cor deve ser pura e límpida, de um intenso azul brilhante.

Pescoço: longo e delgado.

Corpo e estrutura: longo e fino, muito muscular, mas delicado e elegante. Os ombros não são mais largas do que os quadris.
Pernas: longas e finas, em proporção ao corpo. Pés pequenos e ovais.

Cauda: Muito longa.

No vídeo abaixo, imagens de belos exemplares e informações sobre a raça (em inglês).

História do Balinês

Há registros de que os primeiros Balineses apareceram na década de 20, nos EUA. Como ambos os pais desses Balineses eram Siameses e tinham, portanto, os pelos curtos, atribuiu-se o nascimento de filhotes com pelos mais longos a uma mutação. Tanto que esses gatos eram registrados na ocasião como Siameses de pelo longo.

Gatos balineses da Sylvia Holland. 1971

Com o tempo, no entanto, passou-se a acreditar que o Balinês herdou essa pelagem mais comprida de um ancestral de pelos longos. Mesmo porque, na época em que surgiram esses filhotes, havia criadores cruzando Siameses com gatos de pelo longo, com o objetivo de produzir uma raça peluda, com as mesmas marcações do Siamês, mas com o corpo bem encorpado, o oposto do Balinês.

Isso certamente gerou gatos com aparência de Siameses, inclusive com os pelos curtos, mas portadores de genes de gatos de pelos longos.

Na década de 40, a criadora americana Helen Smith iniciou um trabalho para tentar o reconhecimento do Balinês como raça. Foi Helen quem lhe deu o nome de Balinês, em homenagem aos movimentos graciosos e linhas esbeltas, que a faziam lembrar os dançarinos da ilha de Bali. O reconhecimento oficial veio em 1970 pela CFA, graças também aos esforços da criadora americana de Siamês, Sylvia Holland, do gatil Holland’s Farm.

Na década de 40, a criadora americana Helen Smith iniciou um trabalho para tentar o reconhecimento do Balinês como raça“.

Uma bela fêmea de balinês. fonte: dizigner.ru

No final do século passado, os Siameses tinham formas mais arredondadas que o desejado pelo padrão atual. Os americanos iniciaram um processo de refinamento das linhas dos Siameses por volta de 1900, tornando-os bem mais esbeltos.

Com o início da criação dos Balineses, esse trabalho se estendeu à nova raça, o que ocorreu ao redor de 1940, já que a mesma descendia dos Siameses mais arredondados.

No entanto, até hoje existem tanto Siameses quanto Balineses com os dois tipos de estrutura física, mas os que se destacam nas exposições são os mais longilíneos.

Mais fotos e informações (em inglês) – petmd.com/cat/breeds/c_ct_balinese

Comentários do Facebook