Em que os gatos ficam pensando?

Em que os gatos ficam pensando

Em que os gatos ficam pensando? – Não é difícil ver nossos gatos em posições que inspiram sabedoria. Nessas horas, ficamos imaginando em quê eles ficam pensando.

O pensamento do cérebro desenvolvido do gato ainda é um mistério para a ciência. Sabemos que não ficam pensando em política, trabalho e outras questões nossas. Mas afinal, como pensam os gatos?

Em que os gatos ficam pensando?

A misteriosa inteligência dos gatos

meditando. Em que os gatos ficam pensando

Meditando. Inteligência dos gatos

Os gatos são “os caras”. Bem sucedidos na evolução, gatos domésticos estão entre os animais que melhor souberam se adaptar as condições variadas condições climáticas do planeta. 

“Já encontrei muitos pensadores e muitos gatos. Mas a sabedoria dos gatos é infinitamente superior”
(Hippolyte Taine)

Os gatos possuem um cérebro bastante evoluído e são capazes de sentir emoções. Na verdade, gatos e humanos têm o cérebro muito parecido, com mais similaridades do que o de um cão comparado a um humano. A semelhança é tanta que cada vez mais gatos têm sido usados em estudos neurológicos.

Tais como nós, esses felinos podem sofrer de diversos distúrbios psicológicos, tais como estresse e depressão. (mais no documentário Gatos de Ponta a Ponta). 

Em que os gatos ficam pensando

Em que os gatos ficam pensando?

“O gato é médium, bruxo, alquimista e parapsicólogo. É uma chance de meditação permanente a nosso lado, a ensinar paciência, atenção, silêncio e mistério. O gato é um monge portátil à disposição de quem o saiba receber.”
(Artur da Távola)

Você pode e deve estimular a inteligência do seu gato. Atividades lúdicas como as brincadeiras e jogos são perfeitos para tal. Quinze minutos diários de brincadeiras são suficientes para estimular a inteligência do animal, combater o estresse (seu e dele) e melhorar a comunicação e a convivência entre você e seu bichano.

Pensamento do gato

Em que os gatos ficam pensando? foto: Adam Kent-Isaac

“Sempre me dá um calafrio quando eu vejo um gato que vê o que eu não posso ver”
(Eleanor Farjeon)

Os gatos domésticos foram considerados por diversos cientistas como “o mais sensitivo dos mamíferos”. Isto porque seus neurônios estão muito desenvolvidos em sentidos como a audição, o tato e até a visão.

Um animal tão sensível ao ambiente é sinal de grande inteligência.

 

“A inteligência do gato é menosprezada”
(Louis Wain)

Enquanto ainda tentamos compreender a complexidade do pensamento do gato doméstico, uma coisa é certa. Eles estão entre os mamíferos mais bem sucedidos do planeta, e isso só foi possível graças a astúcia e inteligência característica dos felinos.

Comentários do Facebook

About pozzana